A Importância de se Alimentar Bem Fora de Casa

Vantagens de Comer Bem Fora de Casa

Nos dias de hoje muitas pessoas em função da rotina do trabalho, precisam se alimentar fora de casa. A opção mais procurada são os restaurantes por quilo, os famosos self services. Esses restaurantes oferecem uma extensa variedade de pratos e diante de tantas opções o desafio é escolher o que é saudável e resistir ao que é prejudicial à saúde, e isso com toda certeza faz toda a diferença pra quem vive na luta contra a balança e deseja se Alimentar Bem

Nunca chegue no restaurante morrendo de fome, por que provavelmente você colocará mais do que o necessário no prato, para evitar isso, é importante manter a recomendação de fazer pequenos lanches ao longo dia se Alimentar Bem, evitando jejum maior que 3 horas.

Antes de começar a se servir é legal dar uma olhada em todas as opções que o restaurante oferece isso evita ver algum alimento depois do prato pronto e querer colocar, aumentando assim a quantidade consumida, além de poder haver repetição de algum grupo de alimento que já estava no prato.

A Salada

Inicie sempre pela salada e ali mesmo já preencha pelo menos a metade do prato com folhas, verduras e legumes, e lembre-se: quanto mais cores, melhor para se Alimentar Bem.

Vantagens de Comer Bem Fora de Casa

Evite conservas, enlatados e embutidos, pois todos tem muito sódio, para temperar prefira apenas uma pequena quantidade de azeite, extra virgem de preferência, evitando molhos industrializados.

Proteínas e Carboidratos

Preenchida a primeira metade do prato é hora de partir para as proteínas e carboidratos que são a principal fonte de energia. As gorduras, já estão contidas naturalmente nas outras preparações e por isso não é necessário reservar uma parte do prato para elas.

Um quarto do prato deve conter fontes de carboidratos, as opções mais comuns são o arroz e massas. Escolha sempre os integrais e tenha cuidado com os molhos que acompanham as massas, o melhor é escolher molho ao sugo em detrimento aos molhos brancos e ainda evitar dois tipos de massa na mesma refeição como, por exemplo, arroz e macarrão ou batata e mandioca.

O restante do prato ficou por conta das proteínas, é importante escolher alguma proteína vegetal como feijão, grão de bico ou lentilha e como é de habito da grande maioria dos brasileiro, deve haver a proteína de origem animal, e nesse momento é que está o grande perigo, já que muitas vezes as opções são carnes gordas ou que levam muita gordura na preparação.

Tente escolher carnes magras de preferência assada, peito de frango ou ainda peixes, que são uma excelente opção, desde que não seja frito.

A Sobremesa

Chegada a hora da sobremesa, a melhor escolha são sempre as frutas, que possuem vitaminas e minerais e ainda fibras que ajudam a dar saciedade. Caso você seja daqueles que não resistem aos doces, escolha porções pequenas e preparações mais simples, mas mesmo assim não deixe que isso se torne um habito diário. Outro perigo são os líquidos, bom mesmo é não beber nada, mas se não conseguir prefira água e sem gás e ainda em pequena quantidade.

Quanto devo Comer?

A quantidade de alimentos que cada pessoa deve ingerir varia de pessoa para pessoa, pois vai depender de uma série de fatores como biotipo, atividade física, sexo e idade, dessa forma o ideal é comer o suficiente para se sentir quase saciado e não o suficiente para se sentir completamente cheio.

Sem dúvida alguma o bom senso é o principal ingrediente na hora das refeições, evitando exageros é possível comer um pouco de tudo sem prejudicar a saúde e muito menos a estética.

Deixe uma resposta